Óleo de Coco Emagrece Mesmo? Quantos Quilos?【SAIBA TUDO!】

O óleo de coco emagrece mesmo e se tornou uma febre, principalmente entre aqueles que querem se livrar dos quilinhos extras.

O mesmo é extraído do fruto maduro e o grande segredo deste alimento é o ácido láurico, um componente que nos dá energia de forma muito rápida.

Na prática, o gasto energético aumenta drasticamente com o óleo de coco, o que favorece a perda de peso.

Além disso, proporciona uma maior saciedade. Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) prescreveram uma dieta para regular o peso de 30 homens com baixo grau de obesidade.

Enquanto metade ingeriu 1 colher de sopa de óleo de coco todo dia, a outra teve que consumir óleo de soja na mesma porção. O óleo de coco ajuda a emagrecer, mas é preciso dar uma atenção especial à quantidade que é ingerida.

Qual Foi o Resultado Desta Pesquisa?

O óleo de coco emagrece mesmo? Sim, após 45 dias o resultado agradou…

…Apesar do fato de que o óleo de frutas seja cheio de gordura saturada e calorias, ajudou a reduzir o índice de massa corporal, a quantidade de gordura e circunferência da cintura dos que aderiram a dieta.

E além do mais, contribuiu para um aumento de massa magra, isto é, músculo puro. Outra vantagem do óleo é proporcionar uma maior sensação de saciedade.

No entanto, a inclusão do óleo de coco na dieta sem fazer alterações no restante do menu, não levará a uma queda no indicador da balança. Vale ressaltar que, cada grama de óleo de coco corresponde a 9 calorias.

“A recomendação é que 25 a 30% da nossa dieta consista em gorduras, com no máximo 7% proveniente de gorduras saturadas, como as que o óleo de coco possui.

Então, quem utilizar este ingrediente deve investir em mudanças na rotina, como tomar leite desnatado e escolher carnes magras” segundo os nutricionistas.

Óleo de Coco Emagrece Mesmo [Polêmica]

O óleo de coco ajuda a emagrecer, mas além da sensação de saciedade, outros benefícios associados com o óleo de coco não são vistos com tal entusiasmo por grande parte dos especialistas…

…uma vez que o mesmo consiste em gorduras saturadas do tipo triglicerídeo, de cadeia média, o que não é considerado uma vantagem.

“Na verdade, eles são processados ​​mais rápido. Mas gerar energia não é a mesma coisa que dissipá-la como calor”, diz Rosana Radominski, endocrinologista e presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

“Pode ser usado para armazenar gordura no corpo se o consumo de calorias for maior que o consumo”.

Além disso, o Endocrinologista Alfredo Halpern do Hospital das Clínicas de São Paulo e autor de “Dieta dos Pontos Para Crianças e Adolescentes”, recentemente lançado, também tem um ponto de vista:

“Talvez, a gordura saturada de cadeia média pode fazer menos mal do que de cadeia longa, então dizer que ajuda na perda de peso é um absurdo, ela engorda tanto quanto as outras”.

É bom ressaltar que encher a mesa de alimentos gordurosos merece mais atenção, não só porque aumenta drasticamente o risco de obesidade, porque é uma epidemia que está por trás de uma série de doenças, como problemas cardíacos e câncer.

Por exemplo, a digestão lenta pode ser um problema para certas pessoas.

“Uma dieta rica em gordura, é capaz de piorar os sintomas de quem já sofre de um processo digestivo lento ou tem um histórico de refluxo”, diz o Gastroenterologista Ricardo Barbuti, um membro da Federação Brasileira de Gastrenterologia.

Outro grupo que precisa pensar duas vezes antes de encher o prato com óleo de coco é o de pessoas diagnosticadas com esteatose hepática, quando o fígado está em um processo de engorda.

“Por causa de sua composição, o óleo de coco pode aumentar o tamanho do problema”, explica a Nutricionista Andrea Naves. O óleo de coco ajuda a emagrecer, mas é preciso ter cautela.

Perda de Gordura Abdominal

Bom, dito isto, vou para a área que mais interessa, a queima de gordura. O óleo de coco, quando presente na dieta diária, nos beneficia de inúmeras maneiras, incluindo na perda de gordura abdominal!

Eu explico: Dado que o óleo de coco pode reduzir o apetite e aumentar a queima de gordura, faz sentido que ele também pode ajudar em nossa perda de peso.

Então, como eu disse acima, estudos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), realizados por Anne Bello, Glaucia Maria Moraes de Oliveira, Diuli Alves Cardoso e Glorimar Rosa, levou à publicação de um artigo científico sobre o efeito positivo do uso do óleo de coco extra virgem, em que houve nos pacientes uma redução do IMC

…Também melhorou o índice de obesidade, pressão sanguínea diastólica e triglicerídeos, como também de VLDL no consumo de óleo de coco reduzindo o consumo de óleo vegetal, refrigerantes e chocolate.

Este estudo mostrou um aumento no HDL, o colesterol bom, e uma diminuição da circunferência abdominal e peso corporal em pacientes com doença cardíaca e nos pós-operatório. Sendo assim, o óleo de coco emagrece mesmo.

O objetivo foi avaliar o efeito do tratamento nutricional associado com o consumo do óleo de coco extra virgem, em um ponto de vista antropométrico e perfil lipídico em adultos de ambos os sexos e, assim, proporcionar uma análise e a prevenção secundária em pacientes com doença arterial e coronária.

Concluindo…

Assim sendo, aparentemente, o óleo de coco reduz de maneira muito eficaz a gordura abdominal, que pode ser considerada o tipo de gordura mais perigosa e está associada a vários tipos de doenças crônicas.

A UFRJ realizou muitos estudos para saber se o óleo de coco emagrece mesmo… 

…Incluindo um estudo com 40 mulheres que tinham obesidade abdominal, em que ingeriram 30 ml (2 colheres de sopa) de óleo de coco por dia, resultando numa redução significativa do IMC, e da circunferência da cintura em apenas 12 semanas. O que é incrível!

No mesmo projeto foi conduzido outro estudo em 20 homens obesos, e após 4 semanas houve uma diminuição na circunferência da cintura em 2,86 cm (1,1 polegadas) apenas tomando 30 ml (2 colheres de sopa) de óleo de coco por dia.

Bom, esse número pode até parecer insignificante, mas é bom acrescentar que essas pessoas não se exercitavam nem faziam restrição de calorias.

Eles perderam uma quantidade significativa de gordura abdominal simplesmente adicionando o óleo de coco à sua dieta, então o óleo de coco emagrece mesmo!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!